Dólar cai com discursos pouco esclarecedores na conferência de Jackson Hole

Enrique Díaz-Álvarez29/Aug/2017Análise do Mercado de Câmbios

Os mercados mostraram-se dececionados com a falta de informação concreta nos discursos tão aguardados dos responsáveis pelos principais bancos centrais, no simpósio de Jackson Hole, nos Estados Unidos. Nem Mario Draghi, Presidente do Banco Central Europeu (BCE), nem Janet Yellen, Presidente da Reserva Federal (Fed), deram indicações sobre o momento ou o ritmo da retirada dos estímulos monetários. Em vez disso, ambos preferiram lançar críticas à Administração Trump: Yellen destacou os perigos da desregulação financeira e Draghi defendeu as vantagens do livre comércio e da globalização.

Na falta de qualquer dado significativo sobre política monetária, os mercados voltaram-se, na sua maior parte, para os bons dados macroeconómicos da Zona Euro e venderam o Dólar no contexto de mercados tipicamente menos consistentes no verão. O volume de apostas especulativas sobre a valorização crescente do Euro aumentou para novos máximos históricos.

As moedas dos mercados emergentes continuam a apresentar um bom desempenho, enquanto a apetência do mercado por ativos de risco se mantém forte.

Esta semana, os dados económicos regressam em força após a pausa de agosto. Como habitualmente, o relatório do mercado de trabalho norte-americano estará no centro das atenções, mas importa igualmente destacar a publicação dos dados da inflação da Zona Euro (na quinta-feira) e de uma série de índices de produção japoneses.

EUR

Os fortes dados publicados sobre a indústria alemã constituíram mais um sinal do momento de dinamismo cíclico que se vive em toda a Zona Euro. A grande questão é saber se e quando este crescimento do nível de atividade começará a traduzir-se numa subida da inflação. A este respeito, o Presidente do BCE, Mario Draghi, poucas indicações deu em Jackson Hole. Esta semana, o facto mais relevante para a moeda única é a publicação dos dados da inflação, na quinta-feira; estando os mercados na expectativa de que a inflação subjacente mantenha os valores de julho. Qualquer recuo neste índice poderá penalizar as posições no Euro, que já se encontram demasiado “esticadas”.

GBP

A Libra tem vindo a seguir, de uma maneira geral, a trajetória descendente do Dólar, face a todas as restantes moedas europeias, embora por diferentes razões. A pressão sobre a Libra advém, sobretudo, da perceção de que as negociações do Brexit não estão a avançar de forma significativa. Como é evidente, os investidores estimam que a possibilidade de uma saída conturbada prejudicaria mais a economia britânica do que a da Zona Euro, e estão a vender a moeda nessa conformidade, fazendo a Libra atingir, na semana passada, mais um recorde histórico face ao Euro.

Esta semana, a Libra poderá obter o suporte de que tanto necessita, com a publicação, na sexta-feira, do índice de atividade industrial PMI, para o qual se esperam números fortes, já que a fraqueza da moeda tem favorecido as exportações britânicas.

USD

Na ausência de dados macroeconómicos relevantes ou de indicações sobre a política monetária por parte da Presidente da Fed, Janet Yellen, o Dólar negociou em queda, em parte devido aos riscos políticos antecipados em torno do aumento do teto da dívida, que será decidido pelo Congresso nas próximas semanas. Esta semana, o relatório com os dados do emprego deverá confirmar a situação do mercado de trabalho, que atingiu, ou quase atingiu, o nível de pleno emprego. Por outro lado, os mercados continuam a reduzir as expectativas de subida das taxas de juro a médio prazo, e já estão a descontar menos do que um aumento para todo o ano de 2018 – uma grande discrepância em relação às expectativas até dos membros mais cautelosos da Reserva Federal.

 

Print

Escrito por Enrique Díaz-Álvarez

Diretor de Risco da Ebury. Responsável pela gestão estratégica e análise do mercado de câmbios para a empresa e seus clientes. Enrique é reconhecido pela Bloomberg como um dos analistas mais precisos e exactos nas suas previsões de câmbios.